Modelo de Assessoria Pedagógica SFB

Com foco na formação e na motivação das equipes de docência e de gestão, a Assessoria Pedagógica do SFB contempla:

1 – consultoria na implantação e no uso do sistema;

2 – formação continuada;

3 – acesso a encontros nacionais e regionais;

4 – atendimento remoto contínuo.

 

1 – Consultoria na implantação e no uso do sistema

Entendemos implantação como um processo contínuo ao longo do primeiro ano de parceria, uma vez que, durante esses meses iniciais, a escola vai usar e vivenciar todos os produtos e serviços pela primeira vez. Por essa razão, contará com o suporte da Assessoria Pedagógica SFB e com um conjunto de ações iniciais, compreendidas em nove passos, que acontecem depois da assinatura (e validação) do contrato e antes do início do ano letivo na escola:

Passo 1 – Ação de boas-vindas:

Informações sobre cadastro e envio de materiais didáticos e de marketing são fornecidas.

Passo 2 – Combinados com gestão:

Coordenação pedagógica do SFB apresenta e combina o processo de implantação.

Passo 3 – Início da assessoria pedagógica:

Assessoria faz agendamentos e acorda a realização de atividades de implantação.

Passo 4 – Atividades do blog de implantação:

Equipe da escola acessa e desenvolve as atividades propostas.

Passo 5 – 1º Encontro presencial com gestores:

Assessoria realiza o primeiro encontro com equipe para elaboração do Plano de Ação, onde serão definidas as datas e objetivos dos atendimentos presenciais.

Passo 6 – 1º Encontro presencial com professores:

Assessoria fala com professores sobre materiais didáticos (dicas e planejamento).

De caráter opcional: aproveitando que foi agendado o encontro com professores, a Assessoria também poderá participar de um encontro com os pais para apresentar o projeto do SFB.

Passo 7 – Formação TI:

Assessoria fala com o TI para apresentação e configuração do portal e da plataforma.

Passo 8 – Acompanhamento da gestão:

Assessoria desenvolve comunicação constante com o intuito de oferecer suporte para a implantação.

Passo 9 – Jornada Pedagógica:

Culminância do processo de implantação inicial, em que os professores das escolas parceiras são reunidos. Ocorre em polos distribuídos nas regiões do Brasil.

 

NOTA: A sequência dos passos, bem como o meio e formato de realização, podem ser alterados para atender a realidade de cada escola. Nosso processo de implantação é igual para todas as escolas, mas estamos sensíveis a necessidade de cada escola. Fale com o seu assessor pedagógico para que as adequações sejam feitas.

 

2 – Formação continuada

Designamos um assessor pedagógico para a escola, que a acompanhará ao longo do ano oferecendo todo suporte necessário. O assessor fará um plano de ação, construído em parceria com a gestão da escola, que norteará as ações de formação continuada ao longo do ano. Sendo assim, cada escola tem um plano personalizado. Como parte do plano, alguns temas serão necessários, tais como:

  • proposta pedagógica editorial para cada segmento;
  • estrutura, recursos e dicas de uso do material didático impresso e digital;
  • aplicação dos simulados, bem como a interpretação de seus resultados como indicadores para melhoria da prática pedagógica;
  • metodologias para o aperfeiçoamento da relação ensino-aprendizagem;
  • desenvolvimento de competências socioemocionais;
  • aprendizagem significativa;
  • criação e desenvolvimento de projetos.

As ações de formação são desenvolvidas com foco em cada segmento e contemplam tanto o formato presencial (respeitando a quantidade de atendimentos presenciais definida em contrato) quanto o virtual (através de ferramentas como Skype ou Hangout, assim como de plataformas de EAD), valendo-se, assim, do modelo de formação híbrida, tanto síncrona quanto assíncrona. Apesar de designarmos um assessor específico para acompanhar a escola, esta conta com toda a inteligência coletiva da equipe pedagógica do SFB formada por educadores com experiências, formações e expertises diversas. Sendo assim, em havendo uma necessidade de formação que esteja fora da especialidade do assessor da escola, este acionará outro membro da equipe para um atendimento mais satisfatório.

 

3 – Acesso a encontros nacionais e regionais

Ao longo do ano, como parte do processo de formação e de relacionamento com os parceiros, o SFB realizará dois encontros anuais:

Jornada Pedagógica: acontece no primeiro semestre (logo no início do ano) e tem como público-alvo coordenadores e professores das escolas parceiras. A Jornada acontece em diferentes capitais, com o objetivo de capacitá-los e mo-vá-los, além de fomentar as trocas de experiências e práticas.

Encontro de Gestão SFB: acontece no segundo semestre e tem como público-alvo gestores (pedagógicos e administra-vos) das escolas parceiras. O encontro reúne parceiros de todo o Brasil, com o objetivo de inspirar, motivar, capacitar e relacionar todos os envolvidos.

 

4 – Atendimento remoto continuo

Para além dos atendimentos presenciais definidos em contrato, a Assessoria estará disponível remotamente para o suporte quanto a dúvidas, informações e dicas, fortalecendo o relacionamento com a escola.

Temos assessores com base em diferentes estados, facilitando a mobilidade para os atendimentos, bem como a sensibilidade aos diferentes contextos regionais.

Entendemos que o sucesso de uma parceria está no relacionamento. Em conhecer e ser conhecido. Por isso, desde o princípio, não mediremos esforços para conhecer a realidade da escola e, dentro dela, fazer propostas e provocações que objetivem potencializar aquilo que é parte integrante da cultura e da crença de cada escola. O Sistema Farias Brito, por si só, não define o sucesso da escola, mas está comprometido com ele. Assim, juntos, SFB e escola, desenvolveremos excelentes resultados para toda a vida.